Prestadores de serviços da Saúde de Campina Grande cobram de Bruno pagamento atrasado da gestão Romero

Publicado em: 12/01/2021 22:56

Prestadores de serviços lotados na Secretaria de Saúde da Prefeitura de Campina Grande (PMCG) ainda não receberam os seus salários referentes ao mês de dezembro de 2020, não pagos pelo ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) cuja gestão recebeu no ano de 2020 mais de R$ 400 milhões para serem aplicados nos serviços de saúde, incluindo as ações de combate à Covid-19.

Conforme revelaram alguns PSs, Romero Rodrigues, antes de deixar a Prefeitura, garantiu que o dinheiro para o pagamento desses funcionários já estava assegurado. Ao assumir o Executivo Municipal, Bruno Cunha Lima (PSD) programou para quitar no último dia 5, primeira terça-feira de 2021, mas até o momento ainda não foi liberado.

Na manhã desta terça-feira (12) vários prestadores ligaram para os programas das emissoras de rádio da cidade a fim de pressionar o novo prefeito para liberar o pagamento. A Secretaria Municipal de Saúde ainda não se pronunciou sobre o fato.

Além do pagamento atrasado, os servidores estão com os seus contratos suspensos por se tratar de início de nova gestão. Confira as receitas recebidas pela Prefeitura de Campina Grande clicando aqui.

 

Fonte: Redação com informações do Boa Notícia Paraíba e Edil Francis