Paraíba recebeu 114.846 mil doses da CoronaVac e João Azevêdo diz que vai cobrar a liberação de mais vacinas para o Estado

Publicado em: 19/01/2021 23:38

A Secretaria de Saúde do Estado divulgou, na manhã desta terça-feira (19), detalhes sobre a campanha de vacinação. Segundo a pasta, a Paraíba recebeu do Governo Federal um total de 114.846 doses da CoronaVac e tem em estoque um quantitativo de 411 mil seringas e agulhas. Quase 55 mil paraibanos recebam a primeira e segunda dose do imunizante.

O governador João Azevêdo (Cidadania) prometeu que vai cobrar a liberação de mais vacinas para o Estado. Segundo o gestor, o contato com o Instituto Butantan já foi feito, mas é preciso aguardar a autorização, o que ele espera seja rápido.

“O processo já está em andamento. Já temos contato com o Butantam que já tem 4,8 milhões de doses prontas, só que o processo de autorização tem que ser separado. A gente espera que a Anvisa possa analisar e autorizar o uso dessas doses pra que a gente entre no modo contínuo e que não paralise, não haja interrupção e nesses primeiros meses a população dessa fase na Paraíba, da área de risco, é de 1.250 milhão”, falou.

PÚBLICO-ALVO

A Secretaria de Saúde da Paraíba apontou que nesta primeira fase 42.925 trabalhadores da linha de frente do combate à Covid-19 (34% do previsto), 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em instituições de acolhimento e 120 pessoas com deficiência institucionalizada serão vacinadas.

O quantitativo é para a primeira e segunda dose, que será complementada nos próximos dias apenas com os grupos citados. Elas serão encaminhadas para os municípios de acordo com a população destes públicos informados pelo Ministério da Saúde.

“Distribuiremos a primeira dose onde o registro é nominal, e quem tomar essa deve tomar a segunda que já está garantida”, apontou a Assessoria da pasta.

CRITÉRIOS PARA VACINAÇÃO

  • Trabalhadores da Saúde: 34% dos trabalhadores da assistência e vigilância à Saúde, domiciliares como cuidadores de idosos e doulas/parteiras, funcionários do sistema funerário, estudantes da área de Saúde que estiverem prestando atendimento na linha de frente da assistência a Covid-19;
  • População indígena: Indígenas com 18 anos ou mais atendidos pelo Subsistema de Atenção à Saúde Indígena. A vacinação será realizada em conformidade com a organização dos Distritos Sanitários Especiais Indígena (DSEI) nos diferentes municípios;
  • Idosos: Idosos acima de 65 anos que vivem em instituições de longa permanência. A estratégia de coordenação e execução das ações de vacinação é de competência municipal de Saúde;

APLICAÇÃ DA SEGUNDA DOSE

  • A segunda dose será aplicada 28 dias após o recebimento da primeira.

 

 Fonte: Secom/PB